:: Programa de Pós-graduação em Saúde, Ambiente e Trabalho ::

Voltar para página anterior Aumentar o tamanho do texto Diminuir o tamanho do texto Fale Conosco Voltar para a Entrada Imprimir página atual

 

Saúde do Trabalhador - ementa

Vagas: 30 alunos (regulares + residentes)

Créditos - 2T (34 horas)

departamento vinculado - DMPS

obs: criada a partir de 2012.1

Ementa:

A disciplina tem como objetivo principal traçar um panorama sobre o campo da saúde do trabalhador e da medicina do trabalho. Conteúdo programático: A medicina social, a saúde do trabalhador e a medicina do trabalho: Conceitos essenciais da sociologia e da antropologia para a compreensão do mundo do trabalho, das doenças do trabalho e da medicina do trabalho nas sociedades históricas; Introdução à medicina do trabalho: conceitos essenciais de saúde, trabalho, doença e acidente do trabalho, fatos históricos relevantes na formação do campo da medicina do trabalho, informações gerais sobre métodos e técnicas utilizadas no campo da saúde do trabalhador e a formação do especialista em medicina do trabalho; SUS - Princípios, diretrizes, financiamento, problemas de execução; Organização dos serviços de saúde e modelos assistenciais no Brasil; Organização dos serviços de saúde e modelos assistenciais no Brasil; Estratégias oficiais de reordenação do modelo assistencial de saúde no Brasil: os programas PSF e PACS; A realidade da saúde do trabalhador e da medicina do trabalho no Brasil e no mundo: aspectos epidemiológicos sobre as principais doenças e acidentes do trabalho na Bahia, Brasil e no mundo, condições de trabalho e saúde; Aspectos históricos e conhecimento das funções básicas da organização das principais instituições que atuam no âmbito da medicina do trabalho, como Ministérios da Saúde, Previdência, Trabalho, Educação, a OIT, instituições patronais e sindicais; Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde (RENAST e outros programas institucionais); Aspectos introdutórios sobre a legislação em saúde na Constituição e leis complementares, abrangendo SUS, Legislação da Vigilância Sanitária, Legislação de Segurança e Medicina do Trabalho e Previdência Social; Principais métodos e técnicas aplicadas ao diagnóstico e reconhecimento das doenças do trabalho: o método clínico, o método epidemiológico, noção de risco, método preventivo em geral e procedimentos básicos para reconhecimento previdenciário das doenças do trabalho; Principais métodos e técnicas utilizadas na avaliação dos ambientes e condições de trabalho, higiene industrial, segurança no trabalho; Fundamentos teóricos, metodológicos e legais para elaboração do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA (NR -9); Principais métodos e técnicas utilizadas na promoção da saúde e prevenção de doenças e acidentes no trabalho; avaliação dos ambientes e condições de trabalho, higiene industrial, segurança no trabalho. Fundamentos teóricos, metodológicos e legais para elaboração do Programa de Controle Médico em Saúde Ocupacional - PCMSO (NR -7); Organização dos serviços de saúde dos trabalhadores no SUS - A proposta da RENAST e situação na Bahia; Fatos históricos relevantes na formação do campo da saúde do trabalhador, o desenvolvimento da indústria, a origem da legislação trabalhista moderna e dos serviços de medicina do trabalho, e elementos introdutórios do fordismo, taylorismo e toyotismo; Ergonomia e saúde do trabalhador ? aspectos introdutórios, principais conceitos e estratégias metodológicas. Para seu desenvolvimento pedagógico, a disciplina realizará seminários semanais de duas horas de duração. As estratégias pedagógicas e referências bibliográficas serão definidas pelo professor responsável pelo tema, sendo assegurada distribuição de referências bibliográficas para leitura prévia com ao menos uma semana de antecedência. A avaliação dos alunos será resultante da participação em sala, presença e pontualidade, e apresentação de um trabalho escrito sobre um dos temas discutidos, contendo uma revisão da literatura e exemplos de casos ou problemas vivenciados pelo aluno(a).

Bibliografia:

Araújo, T, Silvany, AS 1998. Condições de trabalho e saúde dos professores da rede particular de ensino. Sindicato de Professores da Bahia. Salvador, CNTEE. Ed. Grifo.
Braverman, H 1980. O Trabalho e o Capital Monopolista: A degradação do Trabalho no Século XX. Editora Zahar, 3a. ed. São Paulo,.
Coriat, B 1994 (1979). L. Atelier et le chronomètre. Ed. Christian Bourgois. Paris.
Dejours, C 1993. Travail et usure mentale: de la psychopatologie à la psychodynamique du travail. (réédition), Bayard Editions, Paris.
Desoille, H., Scherrer, J., Truhaut, R 1991. Précis de Médecine du Travail. Ed. Masson, Paris.
Dias EC, Melo, EM 2005. Políticas públicas em segurança e saúde do trabalho. pp. 1683-1720. In R Mendes. Patologia do Trabalho. 2a. Ed. Atheneu, São Paulo.
Dias EC & Hoefel MC 2005. O desafio de implementar as ações de saúde do trabalhador no SUS: a estratégia da RENAST. Ciência & Saúde Coletiva 10 (4):817-828.
Gómez CM, Lacaz FAC 2005. Saúde do trabalhador: novas e velhas questões. Ciência & Saúde Coletiva 10 (4):797-807.
Laurell, AC 1981. Processo de trabalho e saúde. Saúde em Debate. no.11:8-22.
Lee WR 1994. The Occupation history. In: Hunter´s diseases of occupations; Edited by Raffle, P.A.B.; Adams, P.H.; Baxter, P.J.; Lee, W.R.; 8a. ed, p.3-4, London.
Mendes R 2005. Aspectos históricos da patologia do trabalho. pp. 3-46. In R Mendes. Patologia do Trabalho. 2a. Ed. Atheneu, São Paulo.
Mendes R 2005. Conceito de Patologia do Trabalho. pp. 47-92. In: R Mendes. Patologia do Trabalho. 2a. Ed. Atheneu, São Paulo.
Neffa, JC 1998. Que son las condições y medio ambiente de trabajo? Proposta de una nueva perspectiva. Buenos Aires, Editora Humanitas - CEIL. Buenos Aires.
Porto MF 2005. Saúde do Trabalhador e o desafio ambiental: contribuições do enfoque ecossocial, da ecologia política e do movimento pela justiça ambiental. Ciência & Saúde Coletiva 10 (4):829 - 839.
Rosen, G 1980. Da policia médica à medicina social. Tradução de Ângela Loureiro. Ed. Graal, Rio de Janeiro.
Sachs, I 1997. L´ Ecodéveloppement: stratégies pour le XXIe siècle. Edi. Syros, nouvelle édition, Paris.
Santana V, Nobre L, Waldvogel BC 2005. Acidentes de trabalho no Brasil entre 1994 e 2004. Ciência & Saúde Coletiva 10 (4):841-855.
Stellman, JM 1998. Encyclopaedia of Occupational Health and Safety, 4th Edition, Geneva, International Labour Office.
Wisner, A 1987. Por dentro do trabalho : ergonomia: método & técnica. Edi. FTD / Oboré, São Paulo.

Professor(a): Paulo Pena

 


© 2014 SAT

Faculdade de Medicina da Bahia - Largo do Terreiro de Jesus, s/n - Centro Histórico, Salvador, Bahia 40.026-010
Telefone Tel: +55 (71) 3283.5573 - 8873.7412(Oi) - 9305.8288(Tim) - 9916-6825(Vivo) - Feedback Formulário de Contato
Lista de Telefones e E-mails - Como Chegar

Administração